08 de Janeiro de 2018

No primeiro aniversário do falecimento do Prof. Daniel Serrão.


Só nascendo saímos do nada para a existência; só nascendo teremos a possibilidade de viver para Deus, mas só morrendo veremos a Deus...

Durante o tempo que nos é dado a viver, todos os dias são nossos. Assim a grande questão não é a morte individual, mas sim a da coerência da existência ou do sentido da vida individual. Pois como seres não para a morte mas até à morte, cada instante é tempo de plenitude em nada diminuído pela vivência da morte como possibilidade e horizonte do ser, na medida em que não morremos porque vivemos, para que vivamos, sempre.

 

Agenda
Janeiro 2018

d s t q q s s
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31