Home  > 

Neste livro, Daniel Serrão deixa-nos o testemunho do saneamento político de que foi alvo, movido por uma série de militantes do PCP (desde a célula de estudantes de Medicina até ao Comité Central) e da extrema-esquerda – os quais lhe atribuíam «poderes extraordinários, resultantes de suposta vinculação a uma organização secreta de orientação nazi, ligada a movimentos europeus de católicos integristas».

Daniel Serrão começou por ser suspenso por decisão de uma Assembleia Magna, confirmada pelo director-geral do Ensino Superior, António Hespanha, simulando um telegrama do ministro Vitorino Magalhães Godinho – que se viria a demitir do III Governo Provisório em consequência deste processo. Seis meses depois, acabou por ser efectivamente saneado, juntamente com centenas de outros professores. Sem provas, sem julgamento, sem justificação.

Autor: Daniel Serrão

  • Nº de Págs.: 200
  • Edição: Alêtheia Editores, setembro de 2008  ‧  ISBN: 9789896221485


  • « voltar